Baianos na CCJ receberam mais de R$ 6 milhões em emendas do governo federal


Dois deputados federais baianos, membros da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), receberam do governo federal mais de R$ 6 milhões em emendas parlamentares. Jutahy Junior (PSDB) votou a favor da admissibilidade da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB), enquanto José Carlos Aleluia (DEM) foi contra. O tucano recebeu R$ 3.553.400,00 e o demista R$ 2.474.568,92.

Enquanto isso, Félix Mendonça Jr. (PDT), terceiro baiano titular na comissão, faltou à votação, e não consta na lista de valores liberados. O pedetista afirmava que votaria com o partido e, portanto, a favor da admissibilidade. Em conversa com o BNews, Félix se limitou a dizer apenas que não pode comparecer à votação e pediu para o suplente, Afonso Motta, o que não alterava o placar.

Já Aleluia, disse, durante seu voto no colegiado, que solicitou ao governo que suas emendas não fossem liberadas quanto o processo tramitasse, para, justamente, não ser “vítima de ilações”.

Jutahy, não se manifestou sobre o recebimento.

Liberação

Um levantamento realizado pela ONG Contas Abertas aponta que o governo federal liberou em junho R$ 134 milhões em emendas parlamentares a 36 dos 40 deputados que votaram a favor do presidente Michel Temer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Os deputados que votaram contra o presidente tiveram liberados no mesmo mês R$ 66 milhões em emendas (metade do valor dos pró-Temer).

 

 

Fonte: Bocão News