Na ONU, ministro norte-coreano diz que ofensas tornam ataque aos EUA ‘inevitável’


O ministro das Relações Exteriores da Coreia do Norte, Ri Yong-ho, disse neste sábado (23) durante seu discurso na Assembleia Geral da ONU que as ofensas do presidente americano Donald Trump tornaram um ataque ao EUA “inevitável”. “Devido a sua falta de conhecimento comum básico e sentimento adequado, ele tentou insultar a dignidade suprema do meu país ao se referir (a Kim Jong-un) como um ‘homem-foguete’”, declarou o chanceler.

A expressão “homem-foguete” foi usada por Trump repetidas vezes durante seu pronunciamento na Assembleia Geral da ONU, em referência aos recentes lançamentos de mísseis realizados pelo governo de Pyongyang (veja mais). A tensão entre Coreia do Norte e Estados Unidos vem se elevando em razão dos exercícios militares feitos pelos dois lados e dos testes nucleares autorizados por Kim Jong-un. “Através de uma luta longa e árdua, estamos finalmente a poucos passos do objetivo final de conclusão do programa nuclear”, disse Ri, acrescentando que o país asiático “não precisa do reconhecimento de ninguém de seu status de potência nuclear”.

 

 

Fonte: Bahia Noticias