Polícia investiga golpe de troca de valores sofrido por empresário.

Um empresário da cidade de Brumado caiu no “golpe da moeda”, praticado por um homem que estaria hospedado em um hotel às margens da BA-262. À polícia, a vítima relatou que depositou R$ 1500 na conta do golpista e esperava receber o valor em moedas, conforme havia sido combinado por telefone previamente. Na ligação com prefixo (87), o golpista informou que trabalhava com a troca de cédulas de papel por moedas. Em depoimento, o empresário contou que percebeu que havia caído em um golpe quando procurou pelo homem no referido hotel, onde foi informado que não havia nenhum hóspede com aquelas informações e que ele não era o primeiro a procurar pelo mesmo. As primeiras investigações apontam que as ligações podem ter sido feitas de um presídio de Pernambuco. Segundo a polícia, o dono da conta supostamente utilizada na transação será investigado.

Informações:Achei Sudoeste

Agente penitenciário mostra carta em que preso oferece R$ 100 mil para ele deixar entrar celular.

Um agente de segurança prisional denuncia que recebeu um bilhete com tentativa de suborno por parte de um detento do Presídio Estadual de Anápolis, a 55 km de Goiânia. O autor da carta ofereceu até R$ 100 mil para que o servidor deixasse entrar celulares na cadeia. Na carta, entregue na quarta-feira (13), o preso ainda alega que precisa dos celulares para manter contato com a família. O bilhete possui 15 linhas e foi entregue ao agente Maicol Victor Barbosa durante o banho de sol no pátio do presídio. Ele se surpreendeu com a proposta. “Num primeiro momento foi uma reação de nervoso, eu fiquei realmente nervoso com a situação pelo fato de nunca ter dado brecha para esse cidadão para ele me entregar este bilhete”, afirma o agente ao G1.

Agentes penitenciários da Bahia passam a usar armas de fogo em serviço

Os agentes penitenciários do estado da Bahia, contarão agora com equipamentos para atender necessidades básicas do sistema prisional como escolta, custódia e segurança das prisões. Os agentes começam a receber armas de fogo, fardamentos, equipamentos de baixa letalidade (granadas, espargidores, munições de impacto controlado, etc.), coletes à prova de balas, escudos balísticos, entre outros. (mais…)


Ministro do STJ manda soltar 13 investigados no caso Brumadinho

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Nefi Cordeiro deferiu nesta quinta-feira, 14, liminar para soltar 13 funcionários da Vale e da empresa TUV SUD presos no curso da investigação sobre o rompimento da barragem de Brumadinho. Eles haviam sido presos na quarta-feira , 13, depois que o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), ao julgar o mérito dos habeas corpus impetrados pela defesa, rejeitou os pedidos. (mais…)

Em Brasília, Prefeitura participa de encontro para definir novo formato do programa Forças no Esporte

Na tarde dessa quarta-feira (13), representantes da Prefeitura de Vitória da Conquista participaram de um importante encontro no Ministério da Defesa, em Brasília, que define um novo formato dentro do Programa Forças no Esporte. O projeto piloto tem o intuito de beneficiar as 218 cidades que têm unidades do Tiro de Guerra – atualmente o programa atende apenas municípios que abriga Batalhões ou Quartéis do Exército brasileiro. (mais…)

Poluição do ar mata mais que o tabaco, alertam cientistas.

A poluição do ar está matando mais pessoas anualmente do que o tabaco, alerta estudo publicado nesta terça-feira no periódico European Heart Journal. Segundo estimativas, a poluição foi responsável por 8,8 milhões de mortes em 2015 – número que representa quase o dobro da última estimativa (4,5 milhões). Os pesquisadores ainda destacaram que 40% a 80% dessas mortes ocorreram devido a doenças cardiovasculares, como ataque cardíaco e acidente vascular cerebral (AVC). “Para colocar em perspectiva, isso significa que a poluição do ar causa mais mortes por ano do que o tabagismo, que foi responsável por um extra de 7,2 milhões de mortes em 2015, de acordo com estimativa da Organização Mundial de Saúde”, ressaltou Thomas Münzel, da Universidade de Mainz, na Alemanha, em comunicado. (mais…)