Criminoso tem CPF cancelado após troca de tiros com a polícia militar

Na noite desta sexta-feira (12), por volta das 20h30, um homem identificado como Uanderson Novaes Ventura, vulgo Neguim, morreu em confronto com a Polícia Militar, no bairro Urbis II, em Brumado. De acordo com a polícia, as guarnições receberam informações de que haviam alguns elementos armados próximo à região do CAIC, ao chegar no local a equipe da 34ª CIPM avistou em atitude suspeita os indivíduos de porte de arma de fogo e, ao ser dada a voz de parada o indivíduo começou a atirar em direção aos policiais, que para cessar a injusta agressão a equipe, revidou e veio a atingir o suspeito.

Fonte 97 NEWS.

Após disparos de arma de fogo indivíduo é capturado pela Rural 92 em Conquista.

 


Por determinação do CICOM, uma guarnição da Rural 92 se deslocou até o distrito de Dantilândia para averiguar situação de disparo de arma de fogo em via pública. Chegando ao local, mantivemos contato com o autor da denúncia, onde este nos informou o possível local que poderíamos encontrar o infrator. Após incursão numa plantação de couve, localizamos Miquéias, onde foi feita busca pessoal e nada de ilícito foi encontrado e, ao ser indagado a cerca do disparo o mesmo confirmou ser o autor e levou os militares, onde a arma se encontrava, sendo esta localizada enterrada na propriedade deste. O material foi apreendido e apresentado no DISEP

Material apreendido:* Revólver marca Rossi cal .38 (numeração suprimida), com dois cartuchos intactos e um deflagrado.

 

Cori critica falta de fiscalização do transporte irregular e aposta no sistema de ônibus como saída para a crise.

Imagem Cori critica falta de fiscalização do transporte irregular e aposta no sistema de ônibus como saída para a crise

Na sessão ordinária desta sexta-feira, 12, o vereador Professor Cori (PT) afirmou que a Câmara não é a responsável pela crise do transporte coletivo. “Os 21 vereadores têm tomado posição em defender a população no seu direito constitucional que é ter o transporte com segurança, de forma responsável”, declarou. Conforme Cori, a Casa fará, mais uma vez, o seu papel, convocando a empresa Cidade Verde e a Prefeitura Municipal para discutir uma saída para a crise. Para ele, é o sistema de ônibus.
O parlamentar explicou que procurou o Ministério Público em diversos momentos, de 2017 a 2019, para denunciar a situação e discutir uma solução para a falência do transporte público. Em seu pronunciamento, frisou que os alertas para os graves problemas vêm de diferentes fontes, como o Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) que apontou a falta de fiscalização do transporte irregular, feito com vans e carros de passeio, como um fator agravante. “Estão sendo tomadas medidas paliativas [pelo Executivo] que não estão resolvendo”, afirmou.
Segundo o vereador, para evitar um aumento na tarifa, a Câmara aprovou uma redução temporária do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) cobrado da Cidade Verde. Ele explicou que sem a redução a passagem poderia bater a casa dos R$ 4,30. “Para que ficasse em R$ 3,80, e defendesse a população, os 21 vereadores entenderam que o ISS teria que ser aprovado para que a população, mais uma vez, não fosse penalizada com um aumento de tarifa”, enfatizou.
“O governo tem que fiscalizar o transporte irregular ou discutir de vez a regulamentação”, avalia o vereador. Ele salientou que houve um esforço da Câmara nesse sentido, que discutiu com o prefeito Herzem Gusmão, o Conselho de Transporte e a Cidade Verde. Esta ainda apresentou um panorama do problema. “Naquele momento, o prefeito se colocou à disposição para fiscalizar, ordenou a secretaria que fiscalizasse. Agora, tecnicamente, a gente não vê as coisas acontecendo”, lamentou.
Para o parlamentar, é necessário fazer a discussão correta. A prefeitura chegou a ensaiar a regulamentação de 80 vans. Mas, segundo ele, um relatório da própria instituição, aponta a existência de 542 vans em operação. “Como é que vai trabalhar assim? Não tem sistema que aguenta”, falou. O parlamentar também destacou que a empresa mantém mais de mil funcionários empregados com os encargos em dia. “Se ficarem desempregados de quem será a responsabilidade?”, questionou.
Cori relatou que a Cidade Verde perde R$ 1,6 milhão mensalmente e “quem está pagando a conta é a população”. Ele defendeu o transporte de vans como uma complementação do feito por ônibus. “Isso é pensar na política de mobilidade. Agora, colocar as vans na condição de transportar e disputar passageiros nos mesmos pontos e horários dos ônibus… é isso que está matando o sistema”, avalia. Cori enfatizou que, diferente do irregular, é o sistema de ônibus que garante as gratuidades. De acordo o edil, por mês, são cerca de um milhão de gratuidades, benefício que atende a estudantes, idosos e pessoas com deficiência.

(mais…)

Dois brumadenses são acusados de compartilhar falsa mensagem sobre morte de empresário da viação Novo Horizonte

Você acredita no que lê na internet? Você sabe de onde vem a informação que você consome? Disfarçadas, com linguagem alarmante e sem apuração jornalística, elas estão influenciando leitores que não conseguem identificar o que é verdade e o que é boato.

(mais…)

‘O Exército não matou ninguém’, diz Bolsonaro sobre morte de músico no Rio de Janeiro

O presidente Jair Bolsonaro se pronunciou pela primeira vez nesta sexta-feira (12) sobre o fuzilamento em um carro que matou o músico Evaldo dos Santos Rosa, de 51 anos, no Rio de Janeiro. Ele lamentou a morte, mas disse que o Exército “não matou ninguém”. (mais…)

NOTA DE AGRADECIMENTO

A vida de Lícia Maria Tavares da Mota, foi marcada pelo servir, seu exemplo de doação materializou-se na sua prática devocional ao projeto ao qual se dedicou por mais de três décadas á associação de amigos da pastoral do menor, hoje Instituto Social Padre Benedito Soares, e foi uma das pessoas que ajudaram a fundar o conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica ). (mais…)

Outro estudante é investigado por incitar ataque em escola de Suzano

A Polícia Civil e o Ministério Público de São Paulo investigam o aluno R.M.O., de 17 anos, suspeito de incitar o massacre na Escola Raul Brasil, em Suzano, que terminou com a morte de dez pessoas. Este é o início da terceira fase do inquérito criminal, mirando em pessoas que não agiram diretamente, mas teriam dado incentivo, feito apologia ou comemorado o desfecho do crime na internet. (mais…)

POLÍTICA: Perícia indica propina de R$ 1,4 milhão da Odebrecht a Maia e ao pai

Perícia feita nos sistemas internos da Odebrecht de registro de pagamento de propina mostraram pagamentos no valor de R$ 1,4 milhão a codinomes atribuídos ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e ao pai dele, o ex-prefeito do Rio e vereador César Maia (DEM). (mais…)