Motoristas de aplicativo não farão corrida para o conjunto penal em protesto.

Como forma de protesto, os motoristas de aplicativos de Vitória da Conquista decidiram não fazer mais corridas para o Conjunto Penal de Vitória da Conquista. A decisão teria ocorrido na tarde desta segunda-feira (11) durante os protestos na porta do Fórum João Mangabeira, enquanto ocorria a audiência de custódia dos acusados de matar o universitário motorista de aplicativo Hiago Evangelista Freitas. Na audiência, o Juiz decretou a prisão preventiva da dupla, que retornou para a unidade penal.

Entramos em contato com vários motoristas de aplicativos, todos confirmaram o ‘boicote’. Eles afirmam que a esmagadora maioria vai aderir à decisão.

Hiago Evangelista Freitas desapareceu na noite de quarta-feira (06). Na sexta-feira (08) o corpo do universitário foi encontrado carbonizado na zona rural de Conquista. 24 horas depois, a PC prendeu o primeiro suspeito. Na noite de sábado (09), o segundo suspeito foi capturado numa festa no bairro Villa Eliza. Rodrigo Porto Oliveira, vulgo Playboy, 22, e Alexandre Cruz Brito, vulgo Parcker ou Xande, 21, confessaram a autoria do crime e revelaram detalhes do homicídio.

Fonte Blitzconquista