fabricio-e-herzemApesar das reiteradas manifestações públicas do deputado Fabrício Falcão de que ele e seu partido, o PCdoB, comporão a base de oposição ao governo municipal, o prefeito Herzem Gusmão está deixando evidente que sua postura política corresponderá ao compromisso assumido em campanha, de manter fraternas relações institucionais com todos os parlamentares eleitos com os votos majoritários de Vitória da Conquista.Por isso, mesmo tendo muitos outros interlocutores, preferiu telefonar para o deputado Fabrício Falcão para articular uma audiência com o governador Rui Costa para uma extensa agenda de interesse local.

Antes, durante e depois da campanha eleitoral de 2016, Fabrício ressentia-se e condenava a postura do ex-prefeito Guilherme Menezes de “fechar-se” no gabinete e não se articular com os deputados de sua própria base, postura que o ex-gestor estendia também aos seus inimigos partidários, José Raimundo Fontes e Waldenor Pereira. Em diversas oportunidades Fabrício lamentou publicamente a forma como se portava o seu quase aliado, a quem não poupou adjetivos do tipo “emburrado”, “rabugento” e “que fecha a cara para a população”.

“Eu, como deputado estadual, que apoiei o prefeito nas últimas cinco eleições, estou com deputado há cinco anos e sete meses e nunca recebi o gabinete para me solicitar que fosse ao governador com ele. Eu, um deputado votado por Conquista na base dele. Não sei se outros deputados de Conquista foram convidados. Não me lembro se ele convidou o deputado Mão Branca para uma audiência em Brasília. É muita inoperância, falta de vontade de usar a força política que tem um prefeito de uma cidade como Conquista para fazer as coisas funcionarem”, afirmou Fabrício sobre o ex-prefeito em 16 de julho de 2016, quando oficializou a aliança com o PV para as eleições daquele ano.

Em conversa com o Diário Conquistense em seu gabinete, o prefeito Herzem Gusmão fez questão de afirmar que sua postura não deveria causar nenhum tipo de estranhamento, já que todo prefeito, de qualquer cidade, deveria adotar como comportamento padrão o diálogo e a boa vizinhança, o que não significa alinhamento político. Na visão do prefeito, o gestor deve pensar sobretudo no desenvolvimento do município e praticar uma pedagogia política nova, que demonstre à população que adversários políticos podem e devem manter relações institucionais civilizadas, sempre primando pelo bem-comum. Pelo whatsapp, o deputado Fabrício Falcão afirmou ter sido “ótima a iniciativa” e que “ele está pensando na cidade”.

 

Fonte: Diário Conquistense