NILDMA FALA SOBRE SEGURANÇA PÚBLICA E QUESTIONA: “QUAL É A CAUSA DESSA EPIDEMIA DE ASSASSINATOS EM CONQUISTA?”

Na sessão ordinária desta quarta-feira, 1º de novembro, da Câmara Municipal de Vitória da Conquista (CMVC), a vereadora Nildma Ribeiro (PCdoB) trouxe ao plenário o debate sobre a segurança pública de Vitória da Conquista. Ela lamenta o número de assassinatos no município, e cobra medida dos poderes públicos para enfrentar as causas dessas mortes. (mais…)




Empresas já oferecem vagas pela nova CLT

A menos de duas semanas da entrada em vigor da reforma trabalhista, empresas já começam a oferecer vagas para trabalhadores intermitentes — um dos novos tipos de contrato previstos pela nova legislação. Em sites de busca de empregos e anúncios em jornal, já é possível encontrar oportunidades para a modalidade, que prevê o pagamento por hora e jornada flexível. A reforma trabalhista começa a valer no dia 11 de novembro. (mais…)


Polícia apura presença de crianças em festa com dançarinos nus no Ceará

A Polícia Civil do Ceará investiga organizadores de uma festa de Halloween realizada em Umari, no centro-sul do Estado. Segundo denúncia do presidente da Associação dos Conselheiros Tutelares do Ceará e ex-vereador de Fortaleza, Eulógio Neto, crianças e adolescentes estavam no evento, que teve performances de dois dançarinos nus.

(mais…)


Como pais estão contribuindo para o consumo de álcool dos filhos

Pouco mais da metade dos alunos que estão no primeiro ano do ensino médio no Brasil já experimentaram algum tipo de bebida alcoólica, segundo o levantamento mais recente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). São, para sermos exatos, 55% dos jovens entrevistados, o que representa 1,44 milhão de adolescentes e um aumento de quase 5% em comparação a 2012. (mais…)



Disputa entre taxistas e motoristas de aplicativos agora vai para a Câmara

Após a aprovação no Senado do projeto que regulamenta o uso dos aplicativos de transporte, representantes das empresas que utilizam o serviço comemoraram as alterações, que ainda precisam ser referendadas pelos deputados. Já os taxistas, que defendiam uma versão anterior da proposta, criticaram as mudanças e pretendem continuar se mobilizando para que os deputados atendam às reivindicações da classe. (mais…)