Julgamento de Daniel Alves termina sem decisão; saiba quando a sentença deve ser anunciada

O julgamento do ex-jogador Daniel Alves se encerrou nesta quarta-feira (07), sem uma decisão final. A audiência contou com a apresentação de provas forense e documentais, o depoimento do lateral e os argumentos dos advogados.

Neste terceiro dia, foi exibido as provas da medicina forense (forenses, psicólogos, analistas científicos, provas biológicas) e as provas documentais (com visualização de vídeos de câmaras de segurança). O depoimento do ex-jogador foi no final da audiência.

Segundo os médicos que avaliaram o caso, a denunciante chegou ao hospital com sentimento de medo. Além disso, foram observadas lesões nas partes laterais dos joelhos, indicando que ela pode ter sido pressionada a uma superfície áspera, como uma parede

– Em quedas, é normal que ocorram hematomas na altura de ambos os joelhos. Estamos diante de uma lesão lateral, na parte externa do joelho. Poderia ter sido contra uma superfície áspera que teria impactado. Estabelecer que esse foi o caso é muito complicado e complexo. Podem aparecer devido a diferentes circunstâncias – explicou o médico.

Outro detalhe foi a falta de lesão vaginal. Os médicos disseram que é normal não ter lesão em casos de violência, mas não é conclusivo que não houve algum tipo de ferimento.

Quase uma tragédia em Conquista: Prédio desaba parcialmente no bairro Alto Maron

Um prédio desabou na Rua da Constelação, no Bairro Alto Maron, zona leste de Vitória da Conquista, nesta quarta-feira (07). O imóvel de três andares ainda está parcialmente inteiro, mas a base cedeu, deixando a estrutura inclinada e prestes a cair completamente. Ainda não se sabe se o imóvel é habitado, se estava ainda em fase de construção e por qual motivo a estrutura ficou tão comprometida.


Flagrante BR 116: Motorista é preso pela PRF trafegando com Strada roubada

Atenção redobrada deve ter o cidadão ao realizar a compra de um veículo usado. Algumas vezes, o comprador sequer tem conhecimento da procedência ilícita do veículo e o adquire de boa fé.

Um homem de 34 anos foi detido nesta quarta-feira (07), em Vitória da Conquista (BA), com uma caminhonete roubada no estado de São Paulo. Policiais realizavam fiscalização de combate ao crime no Km 116 da BR 830, quando abordaram um Fiat/Strada, de cor cinza, com placas de São Paulo. Na condução do veículo estava um homem 34 anos, residente em Ibicoara (BA).

Inicialmente, foram solicitados os documentos de porte obrigatório para uma consulta detalhada. Em seguida, os PRFs realizaram uma vistoria na Strada e constataram que alguns sinais de identificação do automóvel estavam adulterados.

Em consulta aos sistemas, foi verificado que veículo portava placas clonadas e possuía uma ‘queixa’ de roubo, registrada no estado de São Paulo, em novembro de 2022.

O condutor afirmou para a equipe da PRF que o carro foi comprado por R$ 30 mil em uma plataforma da internet. Ele acrescentou ainda que foi o próprio vendedor que entregou a caminhonete na Bahia.

Dada às circunstâncias, o homemr foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil e poderá responder por receptação de veículo roubado.

Vai comprar um carro usado? Confira as dicas da PRF para evitar adquirir um bem produto de crime

  • Sempre desconfie de anúncios tentadores e confronte as informações do documento com os elementos identificadores no veículo (chassi, motor, etiquetas);

  • Jamais deve-se realizar compras de veículos sem os trâmites oficiais de compra e venda, tais como registro em cartório do Certificado de Registro de Veículo, conhecido como DUT, e transferência de propriedade junto ao Detran.
  • Jamais adquira um veículo baseado apenas em promessas de transferências futuras.

A PRF orienta que os proprietários de veículos que estiverem recebendo multas em locais por onde não trafegaram que procurem a polícia para relatarem a possibilidade do veículo estar clonado.

Polícia Civil da Bahia prende homem com R$ 1 milhão em drogas que seriam vendidas durante o Carnaval de Salvador

Um homem foi preso com grande quantidade de drogas que seria vendida durante o Carnaval em Salvador por policiais do Departamento Especializado de Investigações Criminais (DEIC) prenderam nesta terça-feira (5), De acordo com a Polícia Civil, o suspeito tem mandado de prisão em aberto por tráfico de armas. Ele é investigado pelo transporte de mais de 60 fuzis, na cidade de Palhoça, em Santa Catarina (SC), no ano passado.

Durante as investigações, os policiais do DEIC descobriram que o homem tinha residência fixa na Bahia, onde já praticava o crime de tráfico de drogas. Na abordagem, o suspeito apresentou aos policiais um documento falso, em nome de outra pessoa. Entre maconha e drogas sintéticas, a apreensão representa uma descapitalização de aproximadamente R$ 1 milhão de reais para o crime organizado.

Foram apreendidos cinco quilos de cocaína, dezenas de comprimidos de ecstasy, porções de droga sintética MDMA, porções de maconha e haxixe, uma carteira de identidade falsa, duas máquinas de cartões de crédito, quatro pés de maconha e a quantia de R$ 2.700 reais em dinheiro.

O homem fez exame de corpo e delito e segue à disposição da justiça. Todo o material apreendido foi encaminhado para perícia do Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Suas na Comunidade leva serviços socioassistenciais a moradores dos residenciais Ypê e Pau Brasil